Consultores

Ana Bigotte Vieira 

Ana Bigotte Vieira licenciou-se em História Moderna e Contemporânea (ISCTE). Especializou-se nas áreas da Cultura e Filosofia Contemporâneas (FCSH-UNL), e em Estudos de Teatro (UL). Entre 2009 e 2012 foi Visiting Scholar no Departamento de Performance Studies da New York University/Tisch School of the Arts (NYU). A sua investigação tem incidido, entre outros, sobre a relação entre experimentalismo nas artes e as transformações culturais e urbanas na segunda metade do séc. XX, sendo investigadora integrada do Instituto de História Contemporânea (IHC) e do Centro de Estudos de Teatro (CET). Co-fundadora e curadora da plataforma baldio | Estudos de Performance, e dramaturgista,

Ana Paiva

Ana Paiva é Professora Catedrática do Departamento de Engenharia Informática do Instituto Superior Técnico (IST) da Universidade de Lisboa e também Coordenadora do GAIPS – “Grupo de Inteligência Artificial para Pessoas e Sociedade” do INESC-ID. O seu grupo investiga a criação de sistemas complexos usando uma abordagem baseada em agentes, com especial ênfase em agentes sociais e robôs. A sua investigação concentra-se nos problemas e técnicas para criar agentes sociais que podem simular comportamentos semelhantes aos humanos, ser transparentes, naturais e, eventualmente, dar a ilusão de vida. Ao longo dos anos, estudou este problema criando agentes que exibem capacidades sociais específicas, incluindo emoções, personalidade, cultura, comportamento não verbal, empatia, aprendizagem, colaboração entre outros.

Hugo Plácido da Silva

Hugo Silva concluiu o seu doutoramento em Engenharia Electrotécnica e de Computadores (Universidade de Lisboa, 2015) e é investigador no IT – Instituto de Telecomunicações desde 2004, e Professor na Escola Superior de Tecnologia do Instituto Politécnico de Setúbal desde 2016. Co-fundador da PLUX – Wireless Biosignals, criada em 2007 como uma empresa inovadora de base tecnológica que actua no campo dos dispositivos médicos para cuidados de saúde e qualidade de vida, onde é actualmente membro do conselho de administração e consultor de inovação. Mais recentemente, tem trabalhado activamente para tornar o mundo um pouco mais fisiológico através do BITalino, um software de código aberto e kit de ferramentas de hardware de baixo custo para aplicações com sensores fisiológicos.

Jesse Prinz

Jesse Prinz é um eminente Professor de Filosofia e Director dos Estudos Interdisciplinares de Ciência do Centro de Pós-Graduação na City University of New York, nos Estados Unidos. A sua investigação centra-se nos fundamentos perceptivos, emocionais e culturais da psicologia humana. Autor de Furnishing the Mind (2002), Gut Reactions (Oxford, 2004), The Emotional Construction of Morals (2007), Beyond Human Nature (2012) e The Conscious Brain (2012). Encontra-se a trabalhar em dois novos livros, The Moral Self e Works of Wonder.

João Pedro Sabina dos Santos Valente

João Valente é licenciado em Engenharia Física (Universidade de Coimbra), e doutorado em Engenharia Eletrónica e de Computadores (Universidade do Minho), tendo passado um ano no Hospital Geral de Massachusetts (EUA), através do Instituto de Tecnologia do Massachusetts (MIT) e da Escola Médica de Harvard. Professor na Escola Superior de Saúde do Instituto Politécnico de Castelo Branco, a sua investigação centra-se na neurociência das emoções aplicadas à saúde, psicologia e marketing. Está actualmente envolvido em três grandes projetos: INNOACE-Inovação, MOBFOOD e AGA@4Life. Criou o Brainanswer, uma plataforma online onde é possível desenvolver paradigmas de investigação (sequencias de protocolos de estímulos) integrados com ferramentas de recolha de dados (formulários, bio-sensores, eye-tracking, eeg, etc).

Ricardo Seiça Salgado

Ricardo Seiça Salgado é doutorado em antropologia, performer, investigador integrado e contratado do CRIA-UC (Centro em Rede de Investigação em Antropologia, Universidade de Coimbra) e co-fundador do Baldio | Estudos de performance onde exerce a sua área de investigação entre a antropologia, a política, a performance arte e a educação. Recentemente, explora a contaminação entre a etnografia e as metodologias teatrais numa perspectiva de ensaiar ferramentas novas capazes de servir investigações-acção. Como director artístico e performer, fez várias oficinas e trabalha com vários encenadores, enveredando recentemente pela realização de performances interdisciplinares, produzidas no seio do projecto BUH!

Rodrigo Moita de Deus

Após uma carreira ligada ao jornalismo e intervenção pública, trabalhou para a Fundação Champalimaud e fundou a agência de relações públicas NextPower. Actualmente, é membro do conselho de administração do NewsMuseum (um museu multimédia dedicado à liberdade de expressão e de imprensa) e analista político residente na RTP. Ex-membro do conselho do Partido Social Democrata (PSD), membro de vários conselhos de consultoria, é também orador convidado em várias conferências nacionais e internacionais.

Ute Frevert

Ute Frevert é Directora do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano e membro Científico da Sociedade Max Planck desde 2008. Entre 2003 e 2007 foi Professora de História Alemã na Universidade de Yale, nos Estados Unidos, e antes disso leccionou História nas Universidades de Konstanz, Bielefeld e Universidade Livre de Berlim, na Alemanha. Membro da Academia de Ciências e Ciências Humanas de Berlim-Brandenburgo e da Academia Alemã de Ciências Leopoldina, actua em diversos conselhos científicos. Foi premiada com o prestigiado Prémio Leibniz em 1998 e com a Ordem de Mérito da República Federal da Alemanha em 2016.